quarta-feira

Download Bette Davis - Vitória Amarga - 1939



Título original: Dark Victory
Ano: 1939
Gênero: Drama
Duração: 104 min
Diretor(a): Edmund Goulding
Elenco: Bette Davis, George Brent, Humphrey Bogart, Geraldine Fitzgerald

Sinopse:
Judith Traherne (Bette Davis), uma jovem e rica garota de sociedade é diagnosticada com um tipo de câncer cerebral, ela é submetida a uma cirurgia, e aparentemente se recupera, casando-se com o médico, Frederick Steele (Brent), para poupá-la, o médico e sua melhor amiga escondem dela o fato de ter menos de um ano de vida. Ao descobrir, confusão e desespero tomam conta de sua cabeça, e ela terá que conseguir encontrar a paz interior para deixar as coisas resolvidas – entre elas, seu romance com o médico - antes de sua morte.

Indicações e Prêmios:
- Indicado ao Oscar nas categorias de melhor atriz (Bette Davis), melhor filme e melhor trilha sonora

Curiosidades:

- Foi a 3º indicação de Bette Davis ao Oscar
- Bette Davis não gostou de terem colocado fundo musical na cena em que ela, descobrindo-se cega, sobe as escadas.
- Pouco antes das filmagens, Bette se separara do marido, Harmon O. Nelson, e saíra de breves casos com William Wyler e Howard Hughes. Sofrendo uma grande instabilidade emocional, ela quis deixar a produção, mas foi convencida pelo produtor Hal B. Wallis a continuar. Durante o trabalho, iniciou um relacionamento com Brent, ao lado de quem atuava pela oitava vez.
- Bette Davis disse que essa foi sua personagem favorita

Frase:
"Eu sou jovem e forte, e nada pode me tocar."

Download Legendado:

 

E nos bastidores...

6 comentários:

  1. filme lindo maravilhoso bette davis impecavel sensacional,parabens pelo post

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso mesmo! Um dos meus favoritos

    ResponderExcluir
  3. O filme é nota 10, e tem Bette Davis numa baita de uma atuação :D

    Paty, querida! o nome da atriz Anne Baxter está no lugar de Geraldine Fitzgerald! corrija, please!!

    ResponderExcluir
  4. Ma-ra-vi-lho-so!!!!
    Sem medo de exagerar, digo com convicção e tranquilidade que esse é um dos melhores melodramas de todos os tempos.
    A história é muito emocionante, mas ela se desenvolve de uma forma bem diferente daquela que imaginamos ao ler a sinopse... Apesar do tema delicado, em nenhum momento, o roteiro apela na exploração barata do sofrimento da protagonista.

    E dá para entender porque a Bette considera esse o seu personagem preferido (não sei se é o meu preferido, mas com certeza é um dos).
    Só não digo que foi uma injustiça ela não ter ganho o Oscar por essa sua formidável atuação, porque o Oscar de 1939 tinha de ser da Vivien Leigh mesmo. Mas se esse filme fosse lançado um ano antes ou um ano depois (1939 foi um ano ímpar para o cinema, não gostaria de estar na pele dos jurados naquele ano. rs), aposto como ela teria levado essa estatueta para casa com facilidade; pois a Judy foi, sem dúvidas, uma de suas atuações mais perfeitas.

    E claro, já entrou para a minha seleta lista de filmes FAVORITOS!!!!

    ResponderExcluir
  5. Concordo 100% com o que o Marcelo falou. Esse com certeza é, senão a melhor, uma das melhores interpretações da Bette, ela está perfeita em todos os detalhes. E com certeza teria levado o Oscar em qualquer ano que concorresse, menos o de 1939, pq a interpretação de Vivien Leigh em "E o Vento Levou" é realmente imbatível.
    E Paty, parabéns pela seleção de fotos, sempre que as vejo fico com vontade de rever o filme.

    ResponderExcluir