quarta-feira

Download Bette Davis - Uma Vida Roubada - 1946

Título original: A Stolen Life
Ano: 1946
Gênero: Drama
Duração: 109 min
Diretor(a): Curtis Bernhardt
Elenco: Bette Davis , Glenn Ford, Dane Clark, Walter Brennan

Sinopse:
Duas irmãs gêmeas, enquanto Kate (Bette Davis) é uma boa moça, que se apaixona por Bill (Glenn Ford). Os dois se apaixonam, mas ele acaba se casando com a sua irmã gêmea, Patrícia (Bette Davis), que, ao contrário dela, é má. Após algum tempo, durante um acidente em um barco, Patrícia morre enquanto Kate toma seu lugar.

Indicações e Prêmios:
- Indicado ao Oscar de melhor efeitos especiais

Curiosidades:

- Único filme produzido pela própria Bette Davis.
- Durante a cena do barco, Bette Davis quase morre afogada.

Download Legendado:

Um comentário:

  1. Fiquei sabendo recentemente que esse filme havia servido de inspiração para a Ivani Ribeiro escrever a novela "Mulheres de Areia". Até aí, pensei que a inspiração seria apenas no plot de gêmea boa/gêmea má, mas assistindo ao filme fiquei surpreso ao deparar com a mesma história.
    Quem viu/vê "Mulheres de Areia", vai concluir que a novela se trata de uma releitura do filme, está tudo lá: a forma como a mocinha conhece o mocinho, o acidente (citado na sinopse) e muitos outros detalhes que não dá pra citar sem cometer spoilers.

    Enfim, como fã da novela, não tive como não adorar o filme também.
    O destaque fica por conta da forma com a qual a grande Bette Davis transita entre as duas personagens. Em nenhum momento ela carrega nas tintas para diferenciar as duas personagens, tudo é feito com muita sutileza... Pequenos gestos, um sorriso mais específico, o tom de voz, o olhar... Sempre que uma das gêmeas entrava em cena já dava para perceber quem era.

    Um ponto positivo do filme em relação às novelas com esse plot (Mulheres de Areia, A Usurpadora, Paraíso Tropical), é que não houve exageros na construção da personalidade das gêmeas: enquanto a "boa" não era aquela mocinha extremamente ingênua, a "má" também não chegava a ser o demônio em vida.

    Apesar do desfecho ter me parecido um tanto repentino, do nada... O saldo final do filme é pra lá de positivo. ;)

    Só senti falta mesmo do Tonho da Lua. hehehehehe

    ResponderExcluir