quinta-feira

Download Bette Davis - A Ponte de Waterloo - 1931


Título original: Waterloo Bridge
Ano: 1931
Gênero: Drama
Duração: 81 min
Diretor(a): James Whale
Elenco: Mae Clarke, Douglass Montgomery, Bette Davis

Sinopse:
Myra (Mãe Clarke), uma “dançarina” de revista, passa por dificuldades e acaba se prostituindo, durante a primeira guerra mundial. Durante um ataque aéreo, ela conhece Roy (Douglass Montgomery), um jovem que alistou no exército canadense e os dois logo se apaixonam, mas ela oculta dele o seu passado.

Curiosidades:
- Baseado na peça de teatro de Robert E. Sherwood.
- Filme pré código Hays (Censura).
- Refilmado em 1940, e tendo Vivien Leigh e Robert Taylor nos papéis principais, e em 1956.
- Bette havia sido contratada pela Universal  há 1 ano e só tinha feito filmes com participações pequenas, como "Waterloo Bridge"
- Bette Davis, que, no pequeno papel de Janet Cronin, foi listada em penúltimo lugar nos créditos e foi ignorado por todos os críticos

Download Legendado:
 

Promocional do filme:


Bette Davis, Waterloo Bridge (Universal, 1931), portrait by Ray Jones

7 comentários:

  1. Nossa, o ator q fez o Roy é terrível! mas o filme tem uma história bem interessante, só achei o desenvolvimento mto corrido.

    ResponderExcluir
  2. CLASSICO MARAVILHOSO MUITO OBRIGADO POR ESTE EXCELENTE FILME AINDA MAIS UM CLASSICO DOS ANOS 30. ARAGUARINO

    ResponderExcluir
  3. Para aqueles que vão assistir ao filme por causa da Bette Davis, não tem como não se decepcionar um pouquinho, diante de um personagem tão pequeno, né? Juntando todas as suas cenas, creio que não daria nem 5 minutos completos. rs
    Coadjuvante meeesmo!

    Mas, mesmo assim, adorei o filme! O enredo é ótimo e a atriz protagonista é excelente (mas concordo com a Daiane: o ator que faz o Roy é muito ruim mesmo).
    Ainda não conheço a versão de 1940, mas pelo que ouço falar, parece ser a versão definitiva. Um dia, ainda o verei... ;)

    ResponderExcluir
  4. Realmente a participação da Bette Davis nesse filme é bem pequena, mas o filme é agradável de se assistir, com uma história bem interessante. Me surpreendeu positivamente.
    É claro que nem chega aos pés da clássica versão de 1940, com Vivien Leigh como protagonista dando um show de interpretação, encantadora e emocionante como sempre, capaz de nos fazer torcer por um final feliz impossível...

    ResponderExcluir
  5. Ah, só pra deixar registrado, esqueci de assinar o comentário datado de "7 de agosto de 2011 03:46".

    bjs
    Marcelo

    ResponderExcluir
  6. A versão de 1940 ainda não assisti, pois sempre q passa no TCM é a versão dublada.
    Eu gostei bastante do filme, a Mae Clarke é uma boa atriz.

    ResponderExcluir